sábado, 31 de dezembro de 2011

AGRADECIMENTOS


 AGRADEÇO A DEUS
PELA PACIÊNCIA E POR ME CONSERVAR E POR NÃO DEIXAR QUE EU DESISTA OU PEREÇA EM CADA LUTA, APESAR DE TUDO O QUE TENHO PASSADO SEI QUE ELE ESTÁ AO MEU LADO E NÃO ME DESAMPARARÁ.

Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.( SALMOS 30.5) 


MEU DEUS, TU TENS SIDO O MEU REFÚGIO NESSES MOMENTOS TENEBROSOS. RESTAURA ME A VIDA E SALVA A MINHA ALMA. AINDA QUE ME FALTAM FORÇAS PARA CONFIAR EM TI, DE ALGUMA FORMA EU SEI QUE TU IRÁS ME SALVAR.
POR ISSO VOU SEGUINDO EM FRENTE NESSE ANO DE 2012.

Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.Filipenses 3:1








SENHOR JESUS ME AJUDE A PROSSEGUIR,

Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito INABALÁVEL.


ME DÊ FORÇAS PARA VENCER A MIM MESMA SEMPRE.
E QUE O SEU ESPÍRITO ESTEJA SOBRE MIM PARA , para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;
A apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes;

E QUE EM MIM HAJA UMA COROA AO INVÉS DE CINZAS
ÓLEO DE ALEGRIA AO INVÉS DE PRANTO
VESTES DE LOUVOR AO INVÉS DE UM ESPÍRITO ANGUSTIADO
A FIM DE QUE EU ME CHAME CARVALHO DE JUSTIÇA
PLANTADO PELO SENHOR
PARA SUA GLÓRIA.

Isaías 61:1-4

NO MAIS OBRIGADA PELO QUE TENS PRA MIM, AINDA QUE NÃO POSSA VER SEI QUE SE LEVANTARÁS EM MEU FAVOR.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

ENTREVISTA JOVEM

NA SEMANA ANTERIOR AO NATAL A FORÇA JOVEM GARÇA FEZ UMA PESQUISA SOBRE O NATAL, FORAM OUVIDAS OPINIÕES PÚBLICAS E DE HOMENS DE DEUS.
QUER SABER COMO FOI, ENTÃO CONFIRA!!!! 
EQUIPE FÚRIA



EQUIPE JUDÁ

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

UMA NOVA VIDA

Essa é a esperança de todo o mundo. Inclusive, crentes em Jesus.

Mas será que o sentimento de esperança é suficiente para se ter uma vida nova no ano novo?
Para responder a essa pergunta basta voltar ao passado. Existiam as mesmas expectativas, nessa época, nos anos anteriores. As mesmas esperanças. E o que aconteceu? Nada. Para a maioria foi até pior.
Por quê?
Porque a vida nova não depende de sentimentos, mas da fé em ação. Como?
Voltemos aos tempos bíblicos.
Deus chamou Abraão para construir uma nação separada de todas as demais pagãs. Israel, neto de Abraão, multiplicou-se no Egito e tornou-se um povo numeroso. O Senhor o libertou da escravidão egípcia e dele constituiu uma nação forte e poderosa.
Mas, por conta de sua rebeldia, Israel voltou à condição espiritual de Jacó. Voltou à condição de escravo em terras estrangeiras.
A história se repete. Quando o povo está bem espiritualmente, há paz, saúde e prosperidade. Mas quando está mal com Deus, o diabo deita e rola.
Cerca de 100 anos haviam se passado desde seu regresso à Palestina. Mesmo assim, nos dias do profeta Malaquias, Jacó encontrava-se, espiritualmente, perdido. Seus sacerdotes viviam na corrupção e, por conseguinte, também o povo.
Desonestidade, infidelidade, casamentos mistos, divórcios, idolatrias, feitiçarias, adultérios, juramentos falsos, roubos, enfim, toda a sorte de injustiças era praticada.
E quando clamaram, o Senhor respondeu: “Eu não os destruo porque Eu, o Senhor, não mudo. Vocês se desviaram da Minha Lei…
Mas se vocês voltarem-se para Mim, então Eu me voltarei para vocês.
E vocês perguntam: Como voltaremos para Ti?”
Então, o Senhor dá a receita de uma vida nova no novo ano: Restabelecer a fidelidade nos dízimos e nas ofertas.Malaquias 3.6-12
Claro!
Nenhum casamento pode ser restabelecido sem o princípio da fidelidade conjugal. E o mesmo se aplica no restabelecimento de aliança com Deus.
Neste novo ano, comece agir com fidelidade para com Deus e teste a fidelidade dEle para com você.
Confira você mesmo se a Palavra dEle é verdadeira ou falsa!
Dízimos representam fidelidade. São um sinal de parceria com Deus.
Quando Lhe somos fiéis, Ele é obrigado a corresponder. Por isso Ele promete repreender o amaldiçoador.
Quem quiser vida nova tem de começar ser fiel a Deus com seus dízimos. Do contrário, vai continuar na esperança até a morte.
Há um ditado que diz: manda quem pode; obedece quem tem juízo.
Pense nisto
POR BISPO MACEDO.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

NÃO ACEITE!!!!



COMO FOI O SEU ANO?
CONSEGUIU REALIZAR SEUS PROJETOS?
CONSEGUIU MUDAR SUA VIDA?
SE SEU ANO DE 2011 NÃO FOI COMO VOCÊ QUERIA NÃO DESANIME.
NÃO ACEITE!!!
NÃO ACEITE QUE ESSE ANO SE ACABE SEM QUE HAJA EM SUA VIDA PRINCIPALMENTE. O ENCONTRO COM DEUS, PRIORIZE ISSO.
ESSA É A MAIOR VITÓRIA QUE EXISTE NA FACE DA TERRA, CONHECER A DEUS
POR ISSO SOMENTE COM ELE SUA VIDA SERÁ NOVA
SOMENTE COM ELE VOCÊ PODE SER FELIZ.
POR ISSO, VOCÊ TEM MAIS UMA CHANCE.
NÃO ACEITE QUE 2012 SEJA MAIS UM ANO DE SOFRIMENTO, DOR  E LAGRIMAS PRA VOCÊ.
QUER UMA VIDA NOVA?
ENTÃO DIA 31 DE DEZEMBRO NO CENÁCULO MAIS PERTO DE VOCÊ, HAVERÁ UMA VIGÍLIA ÁS 22.00HS ONDE VOCÊ RECEBERÁ UMA NOVA VIDA, POIS SERÁ O GRANDE DIA DO DERRAMAMENTO DO ESPIRITO SANTO, ELE É A ÚNICA GARANTIA DE UMA VIDA FELIZ DE VERDADE.
EU VOU ESTAR LÁ E VOCÊ?

sábado, 24 de dezembro de 2011

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

ACORDE, JESUS NÃO ESTÁ MAIS NA CRUZ ELE ESTÁ VIVO

EU ACHO ESSES VIDEOS MUITO LEGAIS E GOSTO MUITO DE ESTAR COMPARTILHANDO COM VOCÊS.
ANTES, MEDITE NESSE VERSÍCULO.
"E recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério. " Hebreus  6.6







Não podemos agir como se o SENHOR JESUS ainda estivesse morto, ele está vivo  tem poder para te arrancar daí aonde você está e você que ainda o busca mais não o leva a sério. querendo sempre satisfazer sua vontades da carne Cuidado!!!!
Você está crucificando ele de novo e você sabe o que aconteceu com os que o crucificaram né, nem preciso dizer.
Que Deus bendiga !!!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

COMO GANHAR A SUA ALMA?

 


É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma. Lucas 21.19

A perseverança mostrada por Gideão, Abraão, José, Josué e Calebe, David, e muitos outros heróis da fé, aponta o segredo da vitória nessa vida e na próxima.

Uma das características mais marcantes de quem é de Deus é a perseverança. As vitórias que lemos na Bíblia, e os testemunhos que vemos hoje, sempre foram frutos de lutas, provações, contratempos, e muitos obstáculos que a pessoa venceu por meio de sua perseverança.

O vencedor nem sempre é o mais forte, ou mais inteligente ou capaz. Frequentemente, o vencedor é a pessoa que não desistiu no meio do caminho, que continuou quando os outros já tinham desistido.
E a função mais importante da perseverança é exatamente na salvação. O Senhor Jesus resumiu isso em poucas palavras no versículo acima.

Muitos são os que desistem da fé, caem no pecado e não se levantam, se rendem, desanimam, sucumbem aos atrativos do mundo. Essas pessoas podem até terem bens materiais, mas perderão o maior bem.

Quem é de Deus sempre termina o que começa. A nossa perseverança na conquista das bênçãos físicas é uma espécie de treinamento para a conquista da maior benção que é a salvação. Quem não persevera para conquistar as bênçãos terrenas, como perseverará na espiritual?
BISPO RENATO CARDOSO

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Guerra da Fé – II





Um dos lemas no Exército é que o soldado está acima do tempo. Por isso ele não pode usar guarda-chuva  quando está em serviço. E mesmo na paz o soldado tem de estar preparado como se estivesse na guerra.
Na guerra não há qualquer tipo de emoção, amor, sentimentos familiares, pena ou coisa semelhante. Não há compaixão: Se não matar, morre!...
Será que na guerra pela salvação da alma é mais fácil?
Não, não é!...
De um lado temos o cristão lutando pela sua alma. Lutando contra si mesmo, contra o mundo e contra o inferno para manter-se salvo. Do outro há o diabo usando todos os recursos disponíveis da mentira, toda sujeira, engano, injustiça e tudo o mais que não presta para recuperar a alma perdida. Some-se a isso seus aliados na mídia, amigos inimigos, parentes, pessoas íntimas, IRMAUS, etc.
Se o cristão usar qualquer arma do diabo para enfrentá-lo, tal como o engano, a mentira, e obras da carne em geral… vai perder a guerra e até a salvação!
Na guerra contra as trevas temos que andar na Luz, já que nela as trevas não chegam.
Não há trégua na guerra da salvação. Pelo menos da parte do mal. Nem pode haver da parte do cristão!
Vigiai e orai… Todo o tempo!
Na guerra da fé a lei é: ou vence ou é vencido!
Por isso o Senhor adverte que o Reino dos Céus é tomado por esforço, e só os valentes se apoderam dele. Mateus 11.12

sábado, 17 de dezembro de 2011

A Guerra da Fé – I


"Não penseis que vim trazer paz à Terra; não vim trazer paz, mas espada." ( Mateus 10.34 )
Poucos têm tido discernimento do custo da salvação da alma. Tão cara é que muitos pregadores têm até ignorado que estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida… Mateus 7.14, quando tentam facilitá-la eliminando o sacrifício a ser pago por ela.De fato, se a salvação eterna fosse simples e fácil ninguém se perderia. Nem haveria frios e mornos na fé. Nem mesmo o Senhor faria qualquer menção a vencedores em Suas cartas endereçadas às igrejas.
Qual o tipo de vencedor que Ele Se refere?
Sabe-se que vencedor é aquele que luta e vence.
Em se tratando da salvação da alma, vencedor é aquele que luta até à morte e se mantém salvo. A salvação da alma é como o casamento: é fácil casar; difícil é manter o casamento!
Assim também a salvação. É fácil ser perdoado e receber a salvação. O difícil é manter-se salvo...
Que tipo de luta se trava para ser vencedor aos olhos do Senhor Jesus?
Luta contra as inclinações da carne ou de realizar a própria vontade.
Ninguém é vencedor sem antes ter lutado. Vencedor não é o que acredita ser vencedor. Nem tampouco aquele que reúne vasto conhecimento bíblico ou tem muito tempo de convertido.
O vencedor se refere àqueles que lutam e vencem o pecado até à morte.
Publicado por: Bispo Edir Macedo

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O SELO DE GARANTIA

img
Nada nesse mundo é mais importante do que a garantia da salvação eterna da alma. Jesus disse: Qual o proveito de ganhar o mundo inteiro e perder a alma? É impossível conquistá-la e mantê-la sem a participação efetiva do Espírito Santo. Só Ele é capaz de ensinar, guiar, fortalecer, sustentar e manter os seguidores de Seu Filho no Caminho.
Todo ramo que não dá fruto é cortado. Permanece na árvore só o ramo que dá fruto. O Espírito Santo é a Seiva que dá vida ao ramo. Sem isso, ele seca.
Já vi muita gente ser curada de muitas doenças e enfermidades, liberta de toda sorte de espíritos imundos, conquistar vida econômica estável, enfim, alcançar maravilhas pela fé e, em seguida, abandoná-la. Infelizmente, a maioria se esquece que, se pela fé se conquista, pela dúvida se perde. A fé precisa de manutenção, do contrário, evapora.
Somente os selados com o Espírito Santo têm permanecido firmes. São os verdadeiros "chamados e escolhidos".
Muitos Deus tem chamado, mas, poucos têm sido escolhidos. Injustiça Divina? Não. De forma nenhuma. Assim como a salvação da alma é oferecida a todos, também para todos tem sido o batismo com o Espírito Santo. O problema é que nem todos estão dispostos ao sacrifício da própria vida. Fazer o quê?
Todo bem material precisa de manutenção. O mesmo se dá em relação ao maior bem espiritual: a salvação da alma. O Espírito Santo é a Chama que impede a fé de se apagar. Ele é o Selo de garantia da vida eterna.
“...mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas...” (Atos 1.8)
Publicado por: Bispo Edir Macedo

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

DIA DE PENTECOSTES

Pentecostes, do grego, pentekosté, é o qüinquagésimo dia após a Páscoa. Comemora-se o envio do Espírito Santo à Igreja. A partir da Ascensão de Cristo, os discípulos e a comunidade não tinham mais a presença física do Mestre.
Em cumprimento à promessa de Jesus, o Espírito foi enviado sobre os apóstolos. Dessa forma, Cristo continua presente na Igreja, que é continuadora da sua missão.
A origem do Pentecostes vem do Antigo Testamento, uma celebração da colheita (Êxodo 23, 14), dia de alegria e ação de graças, portanto, uma festa agrária.
Dia de Pentecostes
Dia de Pentecostes
Nesta, o povo oferecia a Deus os primeiros frutos que a terra tinha produzido. Mais tarde, tornou-se também a festa da renovação da Aliança do Sinai (Ex 19, 1-16).
No Novo Testamento, o Pentecostes está relatado no livro dos Atos dos Apóstolos 2, 1-13. Como era costume, os discípulos, juntamente com Maria, mãe de Jesus, estavam reunidos para a celebração do Pentecostes judaico.
De acordo com o relato, durante a celebração, ouviu-se um ruído, "como se soprasse um vento impetuoso". "Línguas de fogo" pousaram sobre os apóstolos e todos ficaram repletos do Espírito Santo e começaram a falar em diversas línguas.
Pentecostes é a coroação da Páscoa de Cristo. Nele, acontece a plenificação da Páscoa, pois a vinda do Espírito sobre os discípulos manifesta a riqueza da vida nova do Ressuscitado no coração, na vida e na missão dos discípulos.
Podemos notar a importância de Pentecostes nas palavras do Patriarca Atenágoras (1948-1972): "Sem o Espírito Santo, Deus está distante, o Cristo permanece no passado, o evangelho uma letra morta, a Igreja uma simples organização, a autoridade um poder, a missão uma propaganda, o culto um arcaísmo, e a ação moral uma ação de escravos".
O Espírito traz presente o Ressuscitado à sua Igreja e lhe garante a vida e a eficácia da missão.
Dada sua importância, a celebração do Domingo de Pentecostes inicia-se com uma vigília, no sábado. É a preparação para a vinda do Espírito Santo, que comunica seus dons à Igreja nascente.
O Pentecostes é, portanto, a celebração da efusão do Espírito Santo. Os sinais externos, descritos no livro dos Atos dos Apóstolos, são uma confirmação da descida do Espírito: ruídos vindos do céu, vento forte e chamas de fogo.
Para os cristãos, o Pentecostes marca o nascimento da Igreja e sua vocação para a missão universal.
Fonte: www.comshalom.org

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

COMO RECEBER O ESPIRITO SANTO

sedec
Primeiro passo: Consciência.
Estar consciente de que ninguém é batizado com o Espírito Santo porque merece. Se achar que tem méritos, não vai receber nunca. Esse batismo deve ser buscado com todas as forças e de todo o coração, por meio da fé no Senhor Jesus Cristo.
Segundo passo: Querer.
Esse querer não é simples vontade ou boa ideia, nem porque outros O têm. Mas, por ser tão necessário quanto a salvação. É um querer semelhante ao perdão dos pecados. É um querer ardente, acima de qualquer outro sonho ou desejo do coração. Mais do que viver, casar, conquistar mundos e fundos, enfim, mais do que tudo o que as pessoas ou esse mundo podem oferecer. Por isso, o Senhor impõe a condição de sede. É preciso ter sede. Muita sede. Desesperadora sede. Se alguém tem sede… (João 7.37) Se não houver garra no querer, fica difícil.
Terceiro passo: Pensamento.
O querer precisa ser seguido pelo pensamento ocupado na Pessoa do Espírito Santo. O pensamento contínuo nEle deve ser tanto em casa, no trabalho, na rua, na igreja ou em qualquer lugar. Tanto quanto puder. É como o namoro. Quando se está amando, a pessoa vira e mexe sempre acaba pensando na pessoa amada, não é? O mesmo deve ocorrer com o candidato ao Selo Divino. O importante é manter a mente focada nEle. Não é preciso dizer que, nessa fase, o candidato deve procurar ao máximo se isolar de tudo nocivo à boa consciência. Evitar más companhias ou de pessoas contrárias à fé, distrações vulgares e tudo o mais que interrompa o relacionamento com o Espírito. É difícil, mas não é impossível. A fé exige sacrifícios. Se na conquista dos bens materiais não se mede sacrifícios, quanto mais na conquista espiritual. Imagine a plenitude do Espírito Santo!
Portanto, tem de haver o esforço sobrenatural.
Conclusão:
Quando essas condições são satisfeitas, o candidato não precisa fazer mais nada, muito menos se preocupar. É só esperar. A qualquer momento e em qualquer lugar Ele pode ser batizado. Em casa, no trabalho, na rua, na igreja, enfim, não há mais empecilho para que o Senhor Jesus venha a batizá-lo com Seu Espírito.
Observação: Durante o tempo de “ocupação da mente” com a Pessoa do Espírito Santo, é provável que o diabo sopre pensamentos sujos. Caso isso aconteça, saiba que isso é um excelente sinal de que você está no caminho certo. Não desanime. Não se preocupe. E nem pense que está pecando contra Ele. Tentação não é pecado. Pecado é cair em tentação. Pecado imperdoável é ofender ou proferir palavras contra o Espírito Santo.
Quando vierem pensamentos sujos, não tenha medo e nem se acovarde. Aproveite o momento e resista ao diabo louvando ao Senhor Jesus. Seja com cânticos, seja com palavras de adoração (num tom alto ou baixo, depende de sua privacidade). O importante é não temer ou se intimidar diante dos pensamentos sujos. Tem que reagir! E reagir com louvores a Deus.

Publicado por: Bispo Edir Macedo .

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Abraão Lincoln-UM EXEMPLO DE PERSISTENCIA

ESSA HISTORIA E MUITO FORTE , UM HOMEM QUE SO ENFRENTOU DERROTAS EM SUA VIDA MAS NAO DESITIU E VENCEU..... E ELE NEM CONHECIA A DEUS E VOCE QUE CONHECE A DEUS TEM PERSEVERADO OU DESITIDO NO MEIO DO CAMINHO.



quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O DESERTO NA VIDA ESPIRITUAL

- Podemos entender o Deserto em dois aspectos: como uma realidade física, buscada pelo homem ou como uma realidade espiritual que toca toda a vida do homem, ao qual Deus parece atrair-nos constantemente para uma forte experiência.

Nós nos deteremos neste segundo Deserto, nesta segunda experiência que envolve um chamado de Deus a mergulhar na obra de solidão e luta tão característica de uma autêntica experiência de Deserto.

O deserto é uma obra de Deus, para onde Ele dirige os seus eleitos: Ose 2, 16.

Podemos cair na tentação de querer entender esta rica experiência de Deus como uma punição divina, o que não corresponde a realidade, pois se Deus atrai os seus para o deserto é por desejar que mergulhem em sua intimidade. É sinal do "Amor Terrível" de Deus (Carlos Carreto) que atrai para que o homem possa exclamar : "Conhecia-te só de ouvido, mas agora viram-te meus olhos…", como o justo Jó (Jó 42, 5).

Os grandes homens de Deus nas escrituras experimentaram desta obra em suas vidas, uma obra de purificação e aproximação com Deus.

1. O DESERTO COMO SITUAÇÃO DE VIDA

1.1 A Obra do Deserto:

O deserto encerra sempre uma obra de desinstalação, uma obra de "despojamento total de si" e encontro com a Verdade… Podemos chamar esta obra de "kenwsis" (kénosis), ou seja, um quebrantamento radical de si mesmo. Esta obra é descrita na carta aos Filipenses 2, 5__11. No texto bíblico o Apóstolo fala do mistério da encarnação: Cristo modelo de humildade sendo de "condição divina" (morfhqeou), não considerou o ser "igual a Deus" como algo a apegar-se (arpagmo), mas despoja-se (ekenwse)…

Kénosis é um despojamento pleno, ontológico e profundo. Esta palavra grega evoca uma ação de violência.

A Obra do deserto é de violência, um chamado a lutar. O ambiente hostil do deserto pode muito refletir a ação de Deus. Apenas os corajosos devem entrar no deserto. O próprio Jesus dá o testemunho sobre os homens que serão encontrados no deserto ao falar de João Batista (Mt 11, 7__14). Não são os de roupas finas ou caniços agitados pelo vento, mas os violentos. Devemos aspirar pelo deserto com todas as nossas forças, pois lá mergulhamos no coração de Deus e na misericórdia Divina, mas sem esquecer que esta é uma obra que exige um esforço. Deus não atrai crianças para o deserto, mas homens que possam lutar, e nos atrai para que despertemos do orgulho e saiamos das garras do pecado, é uma obra sempre próxima à crise.

1.2 O Deserto Para o Povo de Deus:

O Povo de Deus viveu momentos maravilhosos no deserto, mesmo consciente que este sempre representou uma luta. Na meditação do Povo de Deus sobre a sua experiência ao ser atraído ao deserto, ele descobriu as maravilhas escondidas no ríspido ambiente hostil, que se refletem muito bem na meditação dos profetas e demais escritores do Antigo Testamento. Entre os muitos temas encontramos de maneira especial:

No deserto se afirma mais claramente para o Povo a unicidade de Deus. É no deserto que o Povo eleito compreende melhor a grandiosidade de Iahweh. No deserto o Povo eleito na encontra referências diversas para expressar a sua segurança como fará ao entrar na Terra Prometida depositando sobre ídolos a sua esperança de segurança. Só Deus é a realidade que pode libertar no deserto, uma realidade imutável. Ao estabelecer-se na Terra (sair do deserto), Israel confunde as várias forças com divindades, enquanto ele encontrava-se preso à desolação mergulhava muito mais no único Poderoso…

É o tempo da fidelidade! A diferença entre o pecado do Povo no deserto e na terra prometida é fundamentalmente diferente: no primeiro caso está uma não aceitação do Senhorio de Iahweh e no segundo um recurso a outros deuses. No deserto o Povo rebela-se muitas vezes contra o abandono que exige o deserto desejando ser Senhor da sua própria vida, mas sempre consciente de Grande é o Senhor que o tirou do Egito. Na terra este mesmo Povo perde-se em busca de outros deuses esquecendo-se de Iahweh.

O deserto é ainda associado ao inimigo que haveria de tombar dentro de uma primitiva cosmologia. Sinal assim do transitório e do poder de Iahweh que deveria triunfar sobre tudo. Ao contemplar a desolação própria do deserto a religião primitiva o associava às forças contrárias à vida que vinha de Iahweh, logo Iahweh demonstrava seu poder transformando em oásis o deserto…

Refletindo sobre o deserto o Povo compreende que Deus o conduz para provar, mas que ele fora protegido e guardado refletindo assim um tempo de graça… (cf. Deut 8). Este foi a maior descoberta do Povo de eus, que o fez enxergar no deserto a mão misericordiosa do Senhor, este mesmo sentimento foi transferido para o Exílio .

Continua.......

sábado, 19 de novembro de 2011

CHEGOU O GRANDE DIA!!!!

ENFIM DIA 20 DE NOVEMBRO, o dia do Sinai.Mas o sacrifício não termina por aqui não, é agora que começa a prova de resistência e perseverança pois agora o diabo virá com todas as forças para nos fazer perder o que  acabamos de conquistar no altar.
Temos que manter a mesma fé que tivemos antes, durante  e depois.


Se você colocou toda a vida no altar então já era.A vitória é certa, creia.
Guarde contigo essa palavra é ela que tem sido um auxílio para mim nesses momentos de deserto que estou passando.


quero compartilhar com todos vocês.

  " Se ele chamou deuses àqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus, e a Escritura não pode falhar"(João 10:35)
A ordem de hoje me diante: manter a fé sempre.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A BÍBLIA É A PALAVRA DE DEUS?

ESSE VIDEO É MUITO FORTE COMPARTILHARAM COMIGO NO FACEBOOK E TAMBÉM QUERO COMPARTILHAR COM TODOS VOCÊS.

CONTAGEM REGRESSIVA PARA O SINAI




Está chegando a hora mais esperada pelo povo de Deus, a subida ao Monte Sinai.Neste monte santo aonde Deus escolheu para sua habitação vão ser levados todos os nossos sonhos é  toda a nossa força pelo nosso maior objetivo.
O Monte Sinai é um lugar muito especial pois através dos séculos Deus sempre acaba levando o seu povo a Monte Sinai para que sua vida possa mudar, assim foi nos dias de Moisés, assim é em nossos dias.
Mais uma vez deus nos leva ao Sinai para mudar a nossa história.
É chegada a hora da nossa vida mudar no Monte Sinai o Monte de Deus, lugar de aliança e libertação.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

OS OBJETIVOS DE DEUS NO MONTE SINAI






Quando Deus desceu no Monte Sinai, o objetivo de Deus era libertar o povo da escravidão do Egito e fazê-los subir daquela terra de sofrimento, para levá-los a uma terra boa e ampla, terra que mana leite e mel, como está escrito.

Então aqui, Deus definiu dois objetivos, primeiro: “tirar o povo do Egito” e segundo: “levá-los a uma terra que mana leite e mel”, estes eram os dois objetivos de Deus.

Observe que o objetivo era de Deus, mas Ele trabalha em parceria; depois que colocou o homem na terra, Ele não faz mais nada sozinho. Deus tem que contar com o homem para realizar os Seus objetivos aqui na terra. Ele queria livrar o povo, então desceu no Sinai e comissionou Moisés para esta tarefa. Moisés argumentou com Deus dizendo: “...Quem sou eu para ir até Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?” (Êxodo 3:11)

Lembre-se que o sonho e o objetivo, era de Deus, não tinha como dar errado. Não tem como dar errado os objetivos de Deus. O Deus que nós cremos é o criador dos Céus e da terra, e está escrito: “...nenhum dos teus planos pode ser frustrado.” (Jó 42.2)

Nenhum plano de Deus foi frustrado, nosso Deus não é frustrado; e se eu sou de Deus, não aceito ser frustrado, não aceito ouvir falar da grandeza de Deus e viver uma vida de miséria e frustração, pois o meu Deus não é frustrado. Por isso temos que fazer esta parceria com Deus; e o altar (lugar alto onde se oferece sacrifícios) é o lugar onde é selado este acordo, a exemplo dos heróis da fé, que levantavam um altar e se aliavam a Deus, eram parceiros de Deus, por esta razão fizeram a diferença.

O que faz a diferença não é a sua condição material, e sim a sua condição espiritual, é o que está dentro de você que faz a diferença.

A maioria das pessoas são frustradas porque não têm objetivo, pois quando se tem um ou mais objetivos a serem alcançados, tem que colocar toda a força naquilo que quer alcançar, a pessoa não pode economizar forças. “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” (Eclesiastes 9.10)

No sacrifício que fazemos a Deus no altar, mostramos a nossa força ou a nossa fraqueza, isso depende de cada um. Você não precisa mostrar para o diabo quem é Deus, pois ele já sabe, mas sim mostrar quem é você, e no altar do sacrifício nós temos esta oportunidade. Quem tem o espírito de Deus tem o espírito de vencedor e não desiste daquilo que quer.

Se você quer alcançar os seus objetivos, realizar os seus sonhos; então coloque toda sua força, e com certeza o Deus do Monte Sinai será contigo, como foi com Moisés e Josué.

Deus abençoe a todos.

Pastor Valdir Souza
http://www.iurdjapao.com


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O QUE É SACRIFÍCIO

 
1. “…é para chamar a atenção de Deus.”
2. “…exige resposta.”
3. “…é o preço para uma vida maravilhosa.”
4. “…é o menor caminho entre o querer e o realizar.”
5. “…faz Deus descer.”
6. “…faz a separação entre o antes e o depois.”
7. “…move céus e terra pela realização de um sonho.”
8. “…supera, elimina todos os obstáculos.”
9. “…elimina a dor do problema.”
10. “…traz a resposta de Deus.”
11. “…é a única coisa que nos dá a certeza de que alcançaremos a realização do nosso sonho.”
12. “…é um investimento seguro!”
13. “…é a porta que conduz à realização do seu maior sonho.”
14. “…é a única coisa capaz de trazer à existência o que não existe.”
15. “…move a mão de Deus.”
16. “…traz a recompensa de Deus.”
17. “…traz a verdadeira felicidade.”
18. “… faz parte da essência da vida com Deus.”
http://iurd.pt/montesinai/site/o-que-e-o-sacrificio1/

sábado, 29 de outubro de 2011

SUBINDO O SINAI

 COMEÇOU A MAIOR CAMPANHA JÁ REALIZADA NA IGREJA UNIVERSAL DO REINO DE DEUS: A FOGUEIRA SANTA DO MONTE SINAI.
O Monte Sinai (também conhecido como Monte Horeb ou Jebel Musa, que significa “Monte de Moisés” em arabe) está situado no sul da península do Sinai, no Egito. Esta região é considerada sagrada por três religiões: cristianismo, judaismo e .
É um pico de granito com uma altura de 2288 metros onde, segundo a Bíblia e a tradição judaica, Moisés teria recebido as Tábuas da lei, embora não haja evidências arqueológica diretas da passagem daquele profeta na região. No entanto, essa tradição é tão antiga que, ao longo dos séculos, foram sendo construídos sobre o monte e à sua volta vários locais de culto e acumulados tesouros da cultura religiosa.
No pico do monte encontra-se a pequena Capela da Santíssima Trindade construída em 1934 sobre as ruínas duma igreja do século XVI, onde se pensa que existiria a SARÇA ARDENTE – no entanto, o Mosteiro de Santa Catarina, no sopé do monte, clama a mesma localização. Entre a base e o pico, existe uma escadaria escavada na rocha com cerca de 4000 degraus (leva 3 horas a subir), chamada “Sikket Saydna Musa”, que significa, em ÁRABE, “O Caminho de Moisés”.
750 degraus abaixo do pico, existe uma plataforma onde Aarão e os 70 sábios teriam esperado, enquanto Moisés recebia as Tábuas da Lei (Êxodo 24:14) e uma caverna, chamada “Retiro de Elias”, onde se acredita que aquele profeta passou 40 dias e noites em comunhão com Deus. A noroeste deste ponto, encontra-se o monte Safsaafa, onde viveram eremitas bizantinos, como Gregório  e, logo abaixo deste pico, encontra-se a planície de ar-Raaha, onde os israelitas teriam acampado enquanto Moisés subia à montanha e onde, depois ergueu o primeiro Tabernáculo.
Esta ligação do Monte Sinai com a Bíblia atraiu muitos peregrinos ao longo dos séculos e uma das mais famosas foi a Imperatriz Helena de Bizâncio, no século IV que fez ali construir uma igreja, a Capela da Sarça Ardente, no local onde ainda se encontra vivo um arbusto de Rubus sanctus, que os monges acreditam ser a sarça ardente original. Imediatamente se estabeleceu ali uma comunidade monástica e, para proteger a igreja e os monges dos ataques de beduínos, o imperador Justiniano I mandou construir uma muralha à volta da igreja, no ano 542 e os edifícios que são hoje o Mosteiro Ortodoxo de Santa Catarina.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

REGRA DOS SINAIS




Você se lembra daquela aula de matemática quando você aprendeu a regra dos sinais em que +com+ é igual a um número positivo porém +com- e -com+ sempre será negativo?
Com a fé não é diferente quando você soma a fé a energia e pensamentos positivos ela sempre vai trazer um resultado positivo mas... quando você deixa entrar uma dúvida ainda que seja minima nada acontece e o resultado é frustração e desanimo .
Na regra ainda que o número seja +100-1 o resultado será negativo e porque?O número100 não é maior que um?
Sim, mas por causa de um sinal negativo ele passa a ser negativo também.O mundo da fé exige que creiamos cem por cento no poder de Deus para a realização do milagre , pois quando uma dúvida ou um pensamento negativo entra toda a fé é neutralizada e o milagre não acontece.Por isso a cada dia temos que lutar para que em nós só haja pensamentos positivos e uma fé pura para tomar posse das promessas de Deus.
Obs.: O diabo não vai ficar parado vendo você se encher de pensamentos positivos e se envolvendo com o que é bom por isso, rejeite esses pensamentos negativos que ele mandar, ainda que pareçam maiores que suas forças expulse-os em nome de Jesus e uma hora ele vai ter que sair porque está escrito:
Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês.
Tiago4.7
Eu tenho feito isso a cada dia e tem dado certo.
Faça vocẽ também!!!
Não é facil, mas consguimos,nós somos fortes.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O ARMAGEDOM ESTÁ PRÓXIMO

PRESTE ATENÇÃO NESSE VIDEO E DEPOIS LEIA A HISTÓRIA E TENHA UMA NOÇÃO  DE COMO SERÁ ESSA BATALHA FINAL. 





O Armagedão (português europeu) ou Armagedom (português brasileiro) ( em hebraico: הר מגידו, transl. har məgiddô, "Monte Megido"; em grego antigo Ἁρμαγεδών, transl. Harmagedōn;[1][2] árabe: أرمجدون; latim: Armagedōn[3]) é identificado na Bíblia como a batalha final de Deus contra a sociedade humana iníqua, em que numerosos exércitos de todas as nações da Terra encontrar-se-ão numa condição ou situação, em oposição a Deus e seu Reino por Jesus Cristo no simbólico "Monte Megido". Segundo Jeremias (46:10) essa guerra será perto do rio Eufrates.
No Livro das Revelações da Bíblia, conta-se que antes da batalha final, os exércitos se reúnem na planície abaixo de "Har Meggido" (a colina de Meggido).[4] Entretanto, a tradução foi mal-feita e Har Meggido foi erroneamente traduzido para Armagedom, fazendo os exércitos se reunirem na planície antes do A
Essa batalha aparece citada duas vezes no último livro da Bíblia (Apocalipse 16:14,16), mas ultimamente o nome Armagedom tem sido mais associado a uma catástrofe mundial ou a uma guerra nuclear global. A Bíblia fala do Armagedom como local duma guerra que preparará o caminho para um tempo de paz e justiça (Apocalipse 16:14,16) e que destruirá apenas a iniquidade. - Salmo 92:7.
Em novembro de 2005 surgiu a notícia[5] de que arqueólogos israelenses encontraram na atual prisão de Megido (na mesma região onde algumas correntes religiosas afirmam que irá ocorrer o Armagedom) resquícios arquitetônicos muito antigos de uma antiga igreja cristã[6] do século III ou IV, de uma época em que Roma ainda perseguia os primeiros cristãos.
rmagedom, a batalha final.